Até 7 dias para devolver a compra Em até 05X sem juros no cartão
0
Seu carrinho está vazio :(
Blog

Quais tipos de Cerveja

Publicado em 17.05.2021 |
23 visualizações

Conheça os 7 principais tipos de cerveja

Imagem1



Você sabia que a cerveja é uma das bebidas mais populares do Brasil? Sim, ela faz parte do dia a dia de boa parte dos brasileiros. Mas você já parou para pensar ou sabe como ela surgiu?

Na verdade, é difícil saber exatamente como e quando surgiram as primeiras cervejas. Mas, muitos pesquisadores acreditam que ela foi produzida acidentalmente pelos primeiros caçadores e coletores neolíticos. Onde em algum momento, esse povo produziu, uma bebida semelhante com a conhecida atualmente, que por conta da ação da umidade e do calor, fermentaram ao natural.
E você, será que você já experimentou todos os tipos de cerveja para dizer, com propriedade, qual é a sua favorita?
O processo de produção das cervejas e a quantidade de ingredientes básicos contribuem muito para a variedade de combinações. Por isso, quanto mais você entende sobre cada uma delas, mais tudo isso faz sentido.
Então, quer mudar sua experiência de apreciar uma cerveja entendendo um pouco mais sobre ela? Venha com a gente, preparamos este texto com informações bem interessantes. VEM!
Quais são os ingredientes essenciais para a produção de cerveja?

Imagem2

Quatro ingredientes são essenciais na cerveja: água, cereais, lúpulo e levedura. Sendo que a água representa, no mínimo, 85% da composição da cerveja, podendo chegar até a 95%. Os demais ingredientes fazem “a mágica” levando em conta suas funcionalidades na receita.
O lúpulo é o que traz amargor e aroma, enquanto a levedura é responsável pela fermentação da cerveja, e os cereais interferem no corpo, textura, cor, sabor e aroma da bebida, podendo estar na forma maltada ou não.
Como é o processo de produção da cerveja?

Imagem3

A produção da cerveja envolve uma série de etapas e elas podem variar conforme o tipo de cerveja. Veja só:
• maltagem — é quando os cereais são umedecidos, secados e torrados, o que ajuda a definir a cor, o aroma e o sabor da cerveja;
• brassagem — é quando as enzimas do malte são ativadas na fervura, transformando o amido em açúcar;
• filtragem — separa o bagaço dos grãos de cereais do mosto (nome dado à cerveja antes de ser fermentada);
• fervura — o bagaço é lavado e a água que sai desse processo é colocada junto ao mosto e fervida, eliminando quaisquer microrganismos indesejados. O lúpulo, que dá amargor à cerveja, é adicionado nessa etapa;
• resfriamento — é usado para deixar o mosto na temperatura exata para o fermento, que não pode ser adicionado com o líquido muito quente, ou as leveduras podem morrer;
• fermentação — é nessa etapa que o açúcar é transformado em álcool, éster, fenóis e aromas;
• maturação — acontece depois que o fermento é decantado e recolhido. Ela ajuda no amadurecimento da bebida;
• dry hopping — é considerado uma etapa opcional, em que mais lúpulo pode ser adicionado, intensificando seu aroma e sabor, sem extrair amargor;
• envase e, em alguns casos, pasteurização — são as etapas finais da fabricação da cerveja.

Diferenças entre as famílias Lager, Ale e Espontâneas

Se você aprecia a bebida ou se considera um degustador, é interessante conhecer e saber diferenciar cada um dos diferentes tipos de cerveja.
Lembrando que a família da qual cada um dos tipos de cerveja faz parte depende do tipo de fermento usado no processo.
Ale
A família Ale é de alta fermentação e, de forma geral, tem aromas e sabores mais frutados. Nesse caso, o fermento tende a ficar mais na superfície do mosto dentro do tanque e atua em temperaturas mais elevadas. Alguns representantes desse grupo são: IPA, Pale Ale, Stout e Weiss.
Espontâneas
Tem a fermentação conduzida de forma espontânea, em que o mosto entra em contato com ar natural do ambiente e é inoculado com leveduras e bactérias selvagens que estão ali presentes. Estas cervejas têm alta acidez como uma de suas características mais marcantes, aromas rústicos e serem passíveis de guarda. Algumas de suas representantes, são a Gueuze e Fruit Lambic
Lager
A família Lager é de baixa fermentação, quando o fermento tende a descer para o fundo do tanque usado no processo e atua em temperaturas mais baixas. Nesse grupo estão as cervejas tradicionais, como American Lager, Bock, Pilsen e Schwarzbier.
Principais tipos de cerveja
E aí gostou até agora? Já deve ter dado uma certa água na boca, não é?
Bem, a partir da família das cervejas, a possibilidade de mais de 100 estilos surge, trazendo mais riqueza e variações para serem apreciadas.
O estilo também é muito influenciado pela escola cervejeira em que foi criado, seja a belga, alemã, britânica ou americana.
Então, vamos ver quais são os principais?
1. Pilsen
A cerveja Pilsen é uma das primeiras que a maioria das pessoas experimenta. Os dois principais subestilos encontrados são a German Pilsen, mais amarga, e a Bohemian Pilsen, mais maltada e encorpada.
2. Bock
A cerveja Bock é o estilo clássico alemão e sua concentração de malte é uma característica que chama atenção. As Bocks tradicionais apresentam cor marrom e notas tostadas que lembram nozes, castanhas e frutas secas, com delicado dulçor no paladar. Existem variações claras, com trigo e mais alcoólicas que as tradicionais.
3. Witbier
Estilo de cerveja de trigo de origem belga, caracterizada pela adição de cascas de laranja e sementes de coentro. Por ser leve, cítrica e refrescante, é considerada uma boa porta de entrada para as cervejas artesanais.
4. Weissbier
Tradicional cerveja de trigo alemã, também conhecida como Hefeweissbier, é refermentada na garrafa, com aparência turva e notas de casca de pão, cravo e banana. No paladar, é muito macia e cremosa com amargor muito abaixo ou até imperceptível, o que a torna ideal para muitos consumidores que não gostam das cervejas mais lupuladas.
5. American IPA
As American IPA’s apresentam notas de frutas tropicais, pinho, toques florais vindos das variedades de lúpulos utilizadas. Na boca, o amargor vai de médio a alto com final prolongado e refrescante.
6. Juicy / Hazy IPA
Popularmente conhecido como New England IPA. surgiu em Vermont, nos EUA, e apresenta aparência turva, indo do amarelo palha ao alaranjado. Apresentam notas muito intensas de frutas tropicais e cítricas, textura aveludada, com amargor moderado e curto no final do gole. Esse novo estilo de IPA também é um sucesso.
7. Stout

Imagem4

Cervejas de alta fermentação e com bastante malte torrado. De coloração escura, suas principais notas vêm da adição de maltes torrados, que remetem a café e chocolate amargo.

Imagem5

Gostaram de saber? Podemos dizer que a lista de estilos de cerveja não para por aqui. Dá para passear entre sabores e aromas cervejeiros de forma deliciosa e rica por muito tempo sem repetir.
Temos que concordar que entendendo cada um dos tipos de cerveja, fica ainda mais gostoso apreciá-las, inclusive ajuda na hora de escolher o acompanhamento perfeito que vai aguçar seus sabores.
Você se preocupa com a harmonização entre a cerveja e o acompanhamento, ou tem um tira-gosto preferido do qual não abre mão?
Logo aparecemos por aqui falando sobre isso, como apreciar melhor a cerveja e quais os copos ideais para fazer a degustação.
Entende de cerveja? Quer contribuir com mais informações? Deixe sua dica nos comentários!

Imagem6

Até a próxima!

Fonte de informações: https://blog.todovino.com.br/tipos-de-cerveja/